quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Informação Extraoficial Confirma Falha do Foguete T-4000

Olá leitor!

Após ter sido postado aqui no blog um comentário do leitor “Observador” informando de que o foguete argentino T-4000 da CONAE (Comissão Nacional de Atividades Espacais) havia falhado na sua tentativa de lançamento, procuramos buscar maiores informações com nossas fontes sobre a veracidade da informação e constatamos que a mesma foi realmente difundida na Argentina, mas ainda 'extraoficialmente'.

Segundo nossa fonte, nada oficial foi divulgado e toda comunidade de amantes do tema está à espera de mais dados de outras fontes que confirmem a notícia.

Ainda segundo nossa fonte, o que foi difundido é que aparentemente o motor não acendeu, o que possibilita uma nova tentativa com o mesmo veículo, mas tudo isto é ainda extraoficial.

A nossa fonte finaliza dizendo que a CONAE já está utilizando a Base IM de Baterías, de onde deverá ser lançado o Tronador II, e já está realizando obras com esse intuito. Justamente por isso que tem sido impossível para pessoas comuns ver alguma coisa, já que é uma base isolada e bem guardada pela Armada Argentina. Dessa forma os dados que estão disponíveis são muito poucos, mas ainda se espera ter mais notícias e seguramente elas serão difundidas quando se obter algum sucesso, senão... só teremos mais dados extraoficiais.

Duda Falcão

Vista Aérea da Base IM de Baterías e da Base Naval de Puerto Belgrano


Fonte: Pessoal

2 comentários:

  1. Difícil sair algo oficial neste caso. Segundo soube não foi permitida cobertura da imprensa e apenas a CONAE estava registrando os fatos. Na Argentina eles tem por "cultura" pensar que tudo o que fazem é secreto, até quando a questão envolvida não guarda segredo para ninguém... (risos)

    O fato é que, do cronograma que havia sido traçado (pode ser conferido no arquivo que enviei em outro comentário) para o lançamento do T-4000, lá se vão 3 anos de atraso e esse é apenas uma das muitas etapas que eles têm para alcançar até chegar à um lançador no nível do VLS (que apesar das falhas, está muito mais avançado e já voou).

    Saudações.

    ResponderExcluir
  2. Olá Observador!

    Tens razão, ainda parece existir um espaço que os argentinos terão de pecorrer, mas também parece existir mais seriedade do lado de lá do que há por aqui, portanto é melhor o governo brasileiro abrir o olho.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir