sábado, 30 de junho de 2012

Programa de Satélites CBERS Será Discutido na China

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada ontem (29/06) no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que como já havíamos anunciado, o Fernando Perondi, diretor do INPE, irá a China na companhia do Ministro Marco Antônio Raupp e do presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Raimundo Braga Coelho, para discutir com os chineses a continuidade do Programa CBERS e a cooperação espacial conjunta como um todo.

Duda Falcão

Programa de Satélites CBERS
é Discutido na China

Sexta-feira, 29 de Junho de 2012

Entre os dias 2 e 6 de julho, o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Leonel Perondi, estará na China com o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marco Antonio Raupp, e o presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Raimundo Braga Coelho.  Em Pequim, será discutida a continuidade do Programa CBERS (Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres).

Os dirigentes brasileiros se encontrarão com o ministro de Ciência e Tecnologia, Wan Gang, e com o ministro e vice-ministro de Indústria e Tecnologia da Informação, Miao Wei e Chen Qiufa, entre outras reuniões com especialistas de ambos os países.

Estão programadas visitas à Academia Chinesa de Tecnologia Espacial (CAST), à Administração Nacional de Espaço da China (CNSA) e ao Centro Espacial Chinês, onde se encontra o satélite CBERS-3, que tem lançamento previsto para o final deste ano.

A parceria espacial entre Brasil e China, iniciada em 1988, garantiu a ambos os países o domínio da tecnologia do sensoriamento remoto para observação da Terra.

Política Industrial

Conduzido no Brasil pelo INPE, o CBERS é importante indutor da inovação no parque industrial brasileiro, que se qualifica e moderniza para atender aos desafios do programa espacial. O desenvolvimento do CBERS-3 e do CBERS-4 (este previsto para 2014) propiciou cerca de R$ 400 milhões em investimentos na indústria nacional.

A política industrial adotada pelo INPE permite a qualificação de fornecedores e contratação de serviços, partes, equipamentos e subsistemas junto a empresas nacionais. Assim, além de exemplo de cooperação binacional em alta tecnologia, o CBERS se traduz na criação de empregos especializados e crescimento econômico.

O CBERS também tornou o Brasil o primeiro país do mundo a distribuir, pela internet, imagens de satélites sem custo ao usuário. Desde 2004, os dados distribuídos pelo INPE são usados no monitoramento de florestas, mapeamentos de áreas agrícolas e do crescimento urbano, entre outros. A disponibilidade dos dados resulta na criação de novas aplicações, com reflexos no desenvolvimento socioeconômico do país.

Mais informações sobre o CBERS: www.cbers.inpe.br


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

Comentário: Aproveitamos para agradecer ao leitor paulista José Ildefonso pelo envio dessa notícia. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário