quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

O Falcon 9 Poderá Lançar o Nanosatc-BR-1 em 2013

Olá leitor!

Em contato com o coordenador técnico do projeto do Cubesat Nanosatc-BR-1, o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Dr. Otavio Santos Cupertino Durão, o blog foi informado de que diferentemente do que estava previsto anteriormente, o Nanosatc-BR-1 não será mais lançando em abril de 2013 através de um foguete chinês, já que não foi possível preparar no INPE o processo interno a tempo, o que no final das contas pode ter sido bom, pois dará um maior tempo ao instituto para os testes com o cubesat.

Ainda, segundo o Dr. Durão, a estimativa agora é lançá-lo em setembro do mesmo ano através de um foguete “Falcon 9” da empresa americana SpaceX.

Vale dizer, para o menos informado que o Nanosatc-BR-1 é o primeiro projeto de Cubesat a ser desenvolvido no Brasil através de uma parceria entre o Centro Regional Sul do INPE e a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), ambos localizados na cidade gaúcha de Santa Maria.

O cubesat contará com dois instrumentos científicos, sendo um magnetômetro e  um detector de partículas de precipitação, para o monitoramento em tempo real do geoespaço, visando com isso o estudo da precipitação de partículas e de distúrbios na magnetosfera sobre o território brasileiro para a determinação de seus efeitos em regiões como a da Anomalia Magnética no Atlântico Sul (SAMA, sigla em inglês) e do setor brasileiro do eletrojato equatorial.

A SAMA é um anomalia, uma "falha" do campo magnético terrestre nesta região, que fica sobre o Brasil", explica o Dr. Otávio Durão. Como consequência desta anomalia, há um maior risco da presença de partículas de alta energia na região, que podem afetar as comunicações, os sinais de satélites de posicionamento global (como o GPS), ou mesmo causar falhas de equipamentos eletrônicos como computadores de bordo. O INPE estuda esta anomalia há décadas, contando com vários pesquisadores de renome internacional que, inclusive, participaram da definição da missão e de sua carga útil.

O Nanosac-BR-1 se realmente vier a ser lançado em setembro de 2013 pelo magnífico foguete “Falcon 9” (como é a expectativa do Dr. Durão), estará se tornado a primeira carga útil brasileira a ser lançada ao espaço por esse foguete, e confirmando ao mesmo tempo, uma vez mais, a incompetência, a má vontade e a total falta de compromisso dos de..loides do governo brasileiro nos últimos 23 anos (desde o Governo Collor de Melo) para com o nosso Programa Espacial, pois se assim não fosse, certamente o Nanosatc-BR-1 estaria no ano que vem sendo lançado ao espaço pelo nosso VLM-1, e não pela terceira vez por um foguete americano.

Duda Falcão


Fonte: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

3 comentários:

  1. É uma pena que ainda precise ser por um foguete de tecnologia estrangeira.
    Leiam: "O Homem que fugiu para a Lua"
    É um bom reflexo da matéria, inclusive o livro cita a Spacex mais de uma vez
    Está para sair o volume dois da série
    Vale apena conhecer

    ResponderExcluir
  2. O lançamento do Nanosatc-BR1 está agora previsto para o dia 30 de Setembro de 2013.

    ResponderExcluir
  3. Olá Rui!

    Onde você obteve essa informação amigo? Aguardo seu retorno.

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir