terça-feira, 29 de agosto de 2017

Pós-Graduandos em Engenharia Espacial do INPE Ministram Oficinas Sobre Nanossatélites Para Crianças e Adolescentes

Caro leitor!

Segue agora abaixo leitor uma notícia postada ontem (28/08) no site oficial do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que Pós-Graduandos em Engenharia Espacial do instituto ministraram oficinas sobre nanossatélites para crianças e adolescentes

Duda Falcão

Pós-Graduandos em Engenharia Espacial
Ministram Oficinas Sobre Nanossatélites
Para Crianças e Adolescentes

Segunda-feira, 28 de Agosto de 2017

Alunos do ensino fundamental e médio participaram de oficinas de cubesats durante o Congresso Brasileiro de Vácuo na Indústria e na Ciência (CBraVIC), realizado entre 22 e 25 de agosto no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos (SP). Em sua 38ª edição, o CBraVIC reuniu palestrantes nacionais e internacionais que apresentaram os últimos desenvolvimentos científicos e tendências futuras nas áreas de Engenharias, Física, Química e Ciência dos Materiais.

O evento reservou parte de sua programação para atividades educacionais e de difusão científica. Oficinas na área de nanossatélites, especialmente cubesats, foram ministradas pelo grupo CTEE (Capacitação Técnica em Engenharia Espacial) formado por pós-graduandos do INPE.

“Alunos do ensino fundamental e médio de escolas da região puderam aprender, de forma lúdica, o processo que mimetiza os conceitos básicos da Engenharia Espacial, realizando a montagem de um sistema que contém componentes eletrônicos que representam partes de um cubesat”, conta Christopher Shneider Cerqueira, doutorando em Engenharia e Tecnologia Espaciais e membro do grupo CTEE.

Além das oficinas de divulgação da Engenharia Espacial, o CTEE tem como objetivo o desenvolvimento de missões completas de nanossatélites por meio de constantes atividades práticas. Atualmente os pós-graduandos estão realizando o ciclo denominado Alfa, para validar os subsistemas da plataforma e realizar experimentos de proteção à radiação.

Difusão do Conhecimento

O INPE busca fomentar nas crianças e jovens o interesse pela ciência e nos benefícios que esta pode trazer à sociedade. Um dos projetos que apoia é o UbatubaSat, que resultou no lançamento do Tancredo-1, primeiro satélite do mundo realizado por estudantes de 10 a 15 anos oriundos de uma escola pública.


Também para estudantes, o INPE está programando atividades práticas com nanossatélites a serem realizadas na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que acontecerá em outubro.

Alunos durante uma das oficinas de cubesats promovida no CBraVIC.


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário