terça-feira, 24 de outubro de 2017

804 Metros: Novo Recorde Brasileiro Para Minifoguete Com Motor da Classe G

Olá leitor!

Segue abaixo uma nota postada dia (01/10) no "Blog Foguete UFPR" noticiando o novo recorde brasileiro para minifoguete com Motor da Classe G.

Duda Falcão

804 Metros: Novo Recorde Brasileiro Para
Minifoguete Com Motor da Classe G

Prof. Carlos Henrique Marchi
01/10/2017

No dia 7 Set 2017 o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb atingiu 804 metros de apogeu com um motor-foguete da classe G, estabelecendo um novo recorde brasileiro para minifoguetes e espaçomodelos com motor da classe G, conforme divulgado no link:


Vídeo do lançamento: https://youtu.be/64VnNKNrzqE

Com o mesmo tipo de motor, no dia 23 Mar 2017 o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-V já havia estabelecido o primeiro recorde brasileiro ao atingir 575 metros de apogeu.

Vídeo do lançamento: https://youtu.be/mKw4sFsQBko

E com massa de lastro adicionada, o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VI foi o campeão da categoria apogeu 500 metros no Festival Brasileiro de Minifoguetes 2017 ao atingir 489 metros de apogeu em 30 Abr 2017.

Vídeo do lançamento: https://youtu.be/8Aue22FedfQ

Em 24 Jun 2017 tentamos um novo recorde, mas o minifoguete ficou instável após o fim da queima, atingindo apenas 271 metros de apogeu. A causa provável da instabilidade foi o rolo de fita que ficou solto dentro da cápsula; no fim da queima, a desaceleração do minifoguete causou um movimento da fita que levou à instabilidade do voo. Essa fita foi usada junto com um paraquedas na recuperação do minifoguete.

Tentamos lançar o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb nos dias 17 e 18 Ago 2017 mas o tempo não ajudou, com chuviscos e nuvens baixas.

Embora a equipe de lançamento tenha visto a região na qual o minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb caiu após o seu voo, ele só foi localizado devido ao ruído sonoro emitido pelo buzzer que carregou a bordo.

Características principais do minifoguete Netuno-R-Beta/Paraná-VIIb:

·         Comprimento total = 637 mm

·         Diâmetro máximo = 44,4 mm

·         Massa total no momento do lançamento = 679,8 g

·         Motor-foguete: Netuno-Reduzido-Beta

·         Cápsula: Paraná-VIIb

·         Massa de propelente = 131,4 g

·         Número de empenas = 3

Características principais do motor Netuno-R-Beta:

·         Impulso total = 108,1 N.s

·         Empuxo médio = 81,6 N

·         Tempo de queima = 1,34 s

·         Impulso específico = 85,7 s

·         Classe = G80

·      Os cinco parâmetros acima são baseados na média de cinco testes estáticos

·         Vídeo de um teste estático: https://youtu.be/AWS0brFhjEM

·         Material: ligas de alumínio

·         Propelente: KNSu prensado a frio

·         Combustível: açúcar comum (35% em massa)

·      Oxidante: fertilizante de nitrato de potássio Krista K/Yara (65% em massa)

Características principais da cápsula Paraná-VIIb:

·         Fuselagem: tubo de PVC de 40 mm de diâmetro externo nominal

·      4 altímetros a bordo: 2 micropeak da Altus Metrum, 1 stratologger SL100 da PerfectFlite e 1 mau da Rocket Science Modeltronics

·         Sistema de recuperação: paraquedas circular de 295 mm de diâmetro

·      Sistema de ejeção: 0,5 g de pólvora-negra granulada acionada pelo stratologger no apogeu e acondicionada dentro de um canister da Pratt Hobbies

·         Buzzer

·         Alimentação: 2 baterias A23 de 12 V e 3 baterias CR 1025

Condições do lançamento:

·         Local: Vacaria da CPAI/DEPEN/PR em Piraquara (PR)

·         Altitude em relação ao nível do mar = 913 m

·         Rampa de lançamento de 3 hastes

·         Ângulo de lançamento com a horizontal = 89 graus

·         Pressão do ar = 91,8 kPa

·         Temperatura do ar = 27 g C

·         Umidade relativa do ar = 30 %

·         Velocidade do vento = 0 a 9,1 km/h

Resultados principais do voo do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb:

·         Apogeu = 804 m  (média de 4 altímetros)

·         Tempo de voo até o apogeu = 10,1 s  (média de 4 altímetros)

·         Velocidade máxima = 779 km/h (média de 2 altímetros)

·         Aceleração máxima = 46 g  (média de 2 altímetros)

·         Altura no fim da queima = 144 m  (média de 2 altímetros)

·         Velocidade média de queda = 65 km/h (dado de 1 altímetro)

·         Tempo total de voo = 54,4 s  (dado de 1 altímetro)

·        Distância entre os pontos de lançamento e de impacto após o voo = 321 m

O lançamento do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb foi uma realização da Equipe Gralha Azul, que é formada pelo Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS) [http://www.foguete.ufpr.br/] da Universidade Federal do Paraná (UFPR), equipe GREAVE da Universidade Positivo e Grupo de Foguetes Tsiolkovski da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) de Francisco Beltrão (PR).

Este apogeu de 804 metros do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb também é o recorde de apogeu do Grupo de Foguetes Carl Sagan (GFCS) da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb na rampa de
lançamento momentos antes do voo.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb decolando.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb durante
a fase propulsada.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb em
voo balístico ascendente.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb
caindo com paraquedas.
O minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb no local do pouso.
Equipe do lançamento do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb
na Vacaria da CPAI/DEPEN/PR em Piraquara (PR).
Gráfico da trajetória do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb.
Tubo do motor Netuno-R-B com seu grão-propelente
do tipo tubular cônico.
Teste estático do motor Netuno-R-B em 16 Jul 2016.
Componentes do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb
após o seu voo.
Altímetro StratoLogger SL100 usado para controlar a 
ejeção do paraquedas do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb.
Dois altímetros micropeak e um MAU usados para 
registrar a trajetória do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb.

A obtenção deste recorde do minifoguete Netuno-R-B/Paraná-VIIb só foi possível graças às seguintes instituições, laboratórios e empresas:

·       Departamento de Engenharia Mecânica (DEMEC) do Setor de Tecnologia (TC) da UFPR

·       CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Brasília

·      CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Brasília

·         Laboratório de Máquinas Hidráulicas (LMH) do DEMEC/TC/UFPR

·         Curso de Engenharia Mecânica da Universidade Positivo

·         Solve Indústria Mecânica de Curitiba (PR)

·         Bovenau de Rio do Sul (SC)

·         Laboratório de Metrologia Dimensional do DEMEC/TC/UFPR

·         Colônia Penal AgroIndustrial (CPAI) do Departamento Penitenciário (DEPEN) do Paraná

·         Microns Indústria Mecânica de Pinhais (PR)

Somos muito gratos a todos pelo apoio.


Fonte: Blog “Foguete UFPR“ – 01/10/2017 – http://fogueteufpr.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário