segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Saiba Mais Sobre o Projeto do Motor L-75 Com o Seu Gerente

Olá leitor!

O “Canal Progressista*” no youtube postou no dia 09/04 desse ano um interessante vídeo com o Dr. Daniel Soares de Almeida, gerente do projeto do “Motor-Foguete Líquido L75” do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), onde o mesmo apresenta os objetivos e detalhes deste projeto, veja abaixo.


Bom leitor, o que o Dr. Daniel Soares de Almeida denomina no início deste vídeo como sendo objetivos de projeto, deveriam ser vistos como consequências naturais do desenvolvimento de um motor-foguete líquido de 75kN a ser utilizado num veículo lançador de satélites.

O IAE, não é uma instituição de ensino e sim de pesquisa e desenvolvimento, e assim deveria estar atuando (sozinho ou em pareceria), desenvolvendo produtos e soluções a serem assimiladas pela indústria nacional.

Para formação de profissionais a FAB já conta com o ITA (e outras instituições de ensino que atuam nessa área de propulsão no Brasil), que ai sim, é um instituto que deveria estar envolvido neste projeto (e creio que esteja) tendo como objetivo a formação de especialistas. Ao IAE cabe focar exclusivamente na entrega a Sociedade Brasileira de um motor pronto pra voar, qualificado e para ser industrializado pela indústria nacional.

Porém como cobrar foco da gerencia deste projeto, se nem mesmo existe um objetivo concreto do uso deste motor-foguete? Qual o objetivo real para se desenvolver este produto? Na atual conjuntura leitor, se quer temos a certeza se teremos alguma dia um veículo lançador de satélite brasileiro e muito menos um onde esse motor possa ser utilizado.

Diante desta falta de foco e do total caos que hoje atinge o PEB, está é uma das razões pela qual o Blog BRAZILIAN SPACE não acredita mais na seriedade deste projeto.

Duda Falcão

* Segundo a sua descrição o “Canal Progressista" foi criado para difundir ideias progressistas, nacionalistas e se opor ao entreguísmo das riquezas do país, tendo como principal objetivo apoiar a candidatura do candidato a Presidência da Republica Ciro Gomes em 2018 (em nossa opinião outro POPULISTA de merda que está se aproveitando da situação de caos para tentar seduzir a Sociedade e assumir o poder), divulgando assim as suas propostas e suas participações em eventos.


Fonte: Canal Progressista do Youtube - https://www.youtube.com/channel/UCFyLC5lgheGX-aNl9GH1uqQ

7 comentários:

  1. Fizeram o motor , mas onde está o veículo que vai utiliza - lo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem nada! Até agora, só testes de algumas peças. Abç :-(

      Excluir
  2. Que eu saiba nenhum outro veículo,além das V2 alemãs,utilizaram etanol o que nos leva a crer que esta não uma boa opção.A tendência futura parece ser o uso do gaz metano.

    ResponderExcluir
  3. justin oliveira, a sua pergunta tem uma resposta ao contrário , o Lançador já existe desde 1997, o que falta está definitivamente 100% pronto é o motor L-75

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pastor Alemão!

      Não existe lançador algum, existiu um projeto de lançador chamado VLS-1 que foi descontinuado antes de ser finalizado. Já as versões desejadas tendo como base esse lançador (VLS Alfa e Beta) hoje não passam de mera ficção científica. O único projeto de Veiculo Lançador de Satélites atualmente em curso com partição brasileira é o do VLM-1, e como já disse, é um projeto hoje sob controle do DLR o que o torna mais Alemão do que Brasileiro. Agora se este motor poderá ser ou não futuramente utilizado em uma versão mais poderosa deste veículo, é algo ainda a ser analisado, porém não existe no momento nenhum planejamento neste sentido. Além do mais, como bem disse o leitor Unknown acima, e como já foi discutido no Blog anteriormente, a escolha do IAE pelo uso do etanol neste motor (inicialmente o projeto previa se não me engano o uso de querosene) limitou em muito o seu uso prático, o que nos leva a crer de que a possibilidade do mesmo acabar tornando-se peça do MAB como registro do que não deve ser feito é muito grande. Especialmente se analisamos com atenção os objetivos deste projeto citados pelo próprio Dr. Daniel Soares de Almeida no vídeo acima. Para mim que estive por duas vezes anos atras visitando o Laboratório de Ensaios de Propulsão Líquida (LPL) da Divisão de Propulsão Espacial (APE) do IAE, onde me foram apresentados os projetos dos motores Líquidos L5 (que fez seu primeiro voo de qualificação com o Estágio Propulsivo Líquido - EPL durante a Operação Raposa), do motor L15 (simplesmente cancelado por falta de recursos) e este L75 (que perdeu a sua objetividade) é tremendamente triste chegarmos a esta conclusão, mas temos de encarar os fatos como eles são.

      Abs

      Duda Falcão
      (Blog Brazilian Space)

      Excluir
  4. Caro Pastor!

    Esses dados na realidade são apenas projeções, e por demais conhecidas (portanto não há o porque repeti-las aqui), não são sobre projetos concretos. O L75 já foi descrito aqui no Blog por um profissional que trabalhou no projeto como sendo incapaz de atender as necessidades do desejado VLS-ALFA, um projeto que já nasce morto e sem qualquer pespectiva de sair do papel. Hoje os projetos espaciais realmente em curso no IAE são, o SARA, o VS-50, o VLM-1 e este L75, que como disse, não tem objetividade nenhuma, tá ok?

    Abs

    Duda Falcão
    (Blog Brazilian Space)

    ResponderExcluir
  5. corrigindo a pergunta, alguém poderia me responder sobre essa configuração do Veículo Sonda - 43 com o 1° estágio com o S-43 e com 2° estágio com o S-44 ?

    essa Configuração está correta ou existe alguma(s) variações do mesmo ?

    ResponderExcluir