quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Antena Vai Aumentar Capacidade de Operação do CLA

Olá leitor!

Segue abaixo a nota postada hoje (07/12) no site da Agência Espacial Brasileira (AEB), destacando que nova Antena vai aumentar capacidade de operação do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

Duda Falcão

Antena Vai Aumentar Capacidade
de Operação do CLA

CLA
Publicado em: Brasília,
7 de dezembro de 2017


O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, inaugurou na manhã da última quarta-feira (06.12) as instalações da Estação Redundante de Telemedidas do Sítio da Raposa, unidade operacional do Centro de Lançamento. Com recursos da ordem de R$ 5 milhões, investidos pela Agência Espacial Brasileira (AEB), a nova antena de Telemedidas tem a função de, durante o lançamento de um foguete, receber via telemetria informações enviadas para a estação em terra, onde serão registradas e gravadas para análise.

Com a inauguração da nova estação, no Sítio da Raposa, o CLA passa a contar com mais uma antena de telemedidas, além das duas já existentes e operadas em Alcântara. De tecnologia francesa, a nova antena instalada possui 7,3 metros de diâmetro e opera em banda S (faixa de frequência destinada a rastreio de veículos espaciais).

“Com a aquisição desta antena o CLA melhora a sua capacidade de rastreio de veículos espaciais, além de aumentar sua confiabilidade, colocando-o no patamar dos melhores centros de lançamento, nesse quesito”, afirma o servidor Raimundo Nonato Bezerra Brasileiro, Analista em Ciência e Tecnologia e chefe da Estação Redundante de Telemedidas da Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pelo lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais.

O primeiro teste real da nova antena acontece durante toda a semana, com a realização da segunda fase da Operação Águia I, com previsão para lançamento nesta quinta-feira (07/12) de um Foguete de Treinamento Básico (FTB), em Alcântara, a última operação do ano de 2017 realizada pelo CLA.

Para celebrar a nova instalação operacional do CLA, foi realizada uma cerimônia de descerramento de placa, que contou com a presença do Diretor e Vice-Diretor do Centro, além de servidores civis que trabalham no local. No evento, o Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, Diretor do CLA, destacou o empenho de toda equipe envolvida desde a aquisição dos novos equipamentos da estação, passando pela execução da obra de engenharia civil até a instalação definitiva e testes da antena de telemedidas, gravadores e demais equipamentos que passam a compor a Estação Redundante de Telemedidas do Sítio da Raposa.


Fonte: Site da Agência Espacial Brasileira (AEB)

Comentário: Pois é leitor, na realidade a noticia da antena tem pouca relevância, pois o CLA deve ser o único Centro de Lançamento do mundo criado para lançar satélites que mesmo após mais de trinta anos de sua fundação jamais cumpriu o seu objetivo. E olha que já passou por varias modernizações desde que foi fundado, Enfim... é uma tremenda piada infelizmente. A única noticia que é relevante nesta matéria e pra variar de forma negativa, e a noticia de que a tal “Operação Mutiti” não será mais realizada em 2017. Com isso a sequencia de lançamentos que o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) vinha cumprindo desde 2014 (Operação Raposa), 2015 (Operação São Lourenço) e 2016 (Operação Rio Verde), de pelo menos lançar um missão científica ou tecnológica anualmente (um objetivo pífio) é interrompida em 2017, comprovando assim o desmonte do PEB apesar das fantasias vendidas pelo desgoverno TEMER, pelo presidente banana dessa Agencia de merda e infelizmente endossada pelo Comando da Aeronáutica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário