quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

O Satélite CBERS-4 Completou Três anos em Órbita

Caro leitor!

Segue abaixo uma nota postada hoje (07/12) no site oficial do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) destacando que o Satélite CBERS-4 completou três anos em órbita.

Duda Falcão

CBERS-4 Completa Três anos em Órbita.
Satélite Oferece Imagens Gratuitas
a Milhares de Usuários

Quinta-feira, 07 de Dezembro de 2017

Uma das mais importantes iniciativas pela capacitação e crescimento do mercado de alta tecnologia no país, o satélite sino-brasileiro CBERS-4 está completando três anos em órbita. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), responsável no Brasil pelo Programa CBERS(China-Brazil Earth ResourcesSatellite), já distribuiu gratuitamente, pela internet, aproximadamente 90 mil imagens deste que é o quinto satélite realizado em cooperação com a China.

As imagens beneficiam o sistema de gestão do território do próprio governo, a pesquisa nas universidades e o desenvolvimento das empresas privadas, que geram emprego e renda com tecnologia espacial.

Realizado no dia 7 de dezembro de 2014 a partir da base chinesa de Taiyuan, o lançamento do CBERS-4 marcou um avanço na parceria espacial com a China, pois a cada país coube o desenvolvimento de 50% doprojeto – inicialmente, a participação nacional era de 30%. O acordo de cooperação com a China no Programa CBERS foi assinado em 1988.

O CBERS-4 leva a bordo quatro câmeras – duas brasileiras e duas chinesas. Entre elas, a WFI, um projeto óptico extremamente sofisticado e inteiramente desenvolvido no país. Esta câmera, que também estará no CBERS-4A, possui 20 metros de resolução e bandas espectrais calibradas para uso em diferentes aplicações, principalmente no controle de recursos hídricos e florestais.

O programa é gerenciado pela Agência Espacial Brasileira (AEB) e Administração Nacional Espacial da China (CNSA), tendo como executores técnicos o INPE e a Academia Chinesa de Tecnologia Espacial (CAST).

Atualmente, o INPE realiza as atividades de integração e testes para o lançamento do CBERS-4A, que deve ocorrer até o final do primeiro semestre de 2019. O sexto satélite do Programa CBERS garantirá a continuidade do fornecimento de imagens para monitorar o meio ambiente, verificar desmatamentos, desastres naturais, a expansão da agricultura e das cidades, entre outras aplicações.

Mais informações: www.cbers.inpe.br


Fonte: Site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário