quinta-feira, 5 de abril de 2018

Pesquisadores Sul-Americanos Escrevem Artigo Publicado na Revista Acta Astronáutica Defendendo Criação de Agencia Espacial Regional

Olá leitor!

Sete pesquisadores sul-americanos e um japonês (Jackelynne P. Silva-Martinez (PERU), Andrés D. Aguilar (ARGENTINA), Bruno V. Sarli (JAPÃO), Monika Johanna Pardo Spiess (COLÔMBIA), Andreia F. Sorice (BRASIL), Gino Genaro (BRASIL), Oscar I. Ojeda (COLÔMBIA)que passaram pela “International Space University (ISU)” se juntaram em 2016 para redigir um artigo intitulado “Exploring Opportunities and Challenges for Establishing a South American Space Agency” defendendo a criação de uma Agência Espacial Sul-Americana (AESA) nos moldes da Agencia Espacial Europeia (ESA).

Pois então, após um ano e meio os pesquisadores finalmente receberam a notícia de que o artigo foi aceito para publicação na revista “Acta Astronáutica”, e para quem tem acesso a esta revista, o mesmo pode ser acessado pelo link: https://doi.org/10.1016/j.actaastro.2018.02.045.

Segundo o Blog foi informado, o objetivo do artigo foi pautar este tema na Comunidade Internacional ligada à Área Espacial, em particular na Comunidade Sul-Americana, com dados (científicos, financeiros e geopolíticos) que embasassem a tese de criação de uma agência espacial regional, sendo que eles esperam que o artigo sirva para suscitar este debate.

De nossa parte acho no momento para o Brasil algo como colocar a carroça na frente dos cavalos. Não há no momento como fazer isto sem arrumar a casa primeiro. O Brasil tem uma agencia espacial desprestigiada pelo seu governo, sem qualquer força politica e sob o comando de um tremendo banana que só faz propaganda enganosa em defesa de seu próprio umbigo.

Portanto, apesar da ideia ser interessante, e creio eu, até inevitável para as próximas décadas, a participação brasileira neste exato momento seria um tremendo desastre para esta iniciativa. Não há compromisso político e nem organização e gestão competente no Brasil como ponto de partida para uma iniciativa como esta, e se outros países da Região como a Argentina, Chile, Paraguai, Peru, Uruguai, e outros se decidirem por levar esta ideia avante, o melhor seria deixar por enquanto o Brasil fora disto.

Duda Falcão

4 comentários:

  1. América do Sul só tem país pobre e subdesenvolvido. Criação de uma agência única pra que fim? Fora que apenas Brasil e Argentina possuem algum desenvolvimento tecnologico relevante para tal. Paraguai, Peru, Uruguai estão MUITO atrasados em relação ao BR e AR. Melhor o Brasil nem pensar em fazer nada mesmo, no fim das contas vai ter que bancar tudo $$$, vai gastar milhões e vai ter um fim igual a ACS... Se o Brasil e Argentina fortalecessem os laços poderia sair muita coisa boa, porém nem um nem outro país está em boas condições politicas e econômicas no momento.

    ResponderExcluir
  2. Tio San não gosta desse tipo de ideia.Isso é coisa de esquerdista.

    ResponderExcluir
  3. Soube muito recentemente do movimento para que tal agência fosse formada. Soube durante um congresso na AL, onde representantes da CONAE (Argentina) disseram ao plenário abertamente que a direção da AEB havia sido convidada diversas vezes para a discussão, mas que a gestão era egoista e e sem visão demais para aceitar fazer parte da iniciativa. Infelizmente, apesar de haver uma palestra programada para AEB nessa mesma tarde, o representante destacado pela AEB enviou um email cancelando sua participação na noite anterior a palestra, o que certamente colaborou com as afirmações duras dos representantes Argentinos...

    ResponderExcluir
  4. Brasil não tem seriedade pra fazer sociedade nem em carrinho de pipoca,imagina ser cabeça de chave de uma agência espacial multinacional. Piada,piada mesmo.

    ResponderExcluir