sexta-feira, 11 de maio de 2018

Comitiva Governamental Visita Instalações da FAB, em Alcântara

Olá leitor!

Segue abaixo uma noticia postada hoje (11/05) no site da Força Aérea Brasileira (FAB), destacando que uma Comitiva Governamental visitou ontem (10/05) as instalações da FAB, no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

Duda Falcão

ESPAÇO

Comitiva Governamental Visita
Instalações da FAB, em Alcântara

Autoridades conhecem o Centro de Lançamento de Alcântara, no Maranhão

Por Ten Cristiane dos Santos
Agência Força Aérea
Publicado: 11/05/2018 - 07:48

Fotos: Cb. André Feitosa
Comitiva durante visita à Torre Móvel de Integração.

Em visita institucional promovida pelo Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da Força Aérea Brasileira (FAB) e pela Assessoria Parlamentar do Comandante da Aeronáutica (ASPAER), autoridades dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como dos órgãos essenciais à Justiça, conheceram, nesta quinta-feira (10), o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão. A comitiva, formada por cerca de 40 autoridades, recebeu informações sobre o Programa Estratégico de Sistemas Espaciais (PESE), bem como seus benefícios. Dentre eles, a capacidade de observação de grandes extensões territoriais, necessária para o sensoriamento remoto de regiões como a Amazônia, e os sistemas de navegação, como GPS. Após a apresentação, a comitiva conheceu as instalações do Centro de Controle do CLA e da Torre Móvel de Integração (TMI).

Diretor-Geral do DCTA fala aos visitantes.

O DCTA tem a função de coordenar e acompanhar os projetos que visem à implementação da Indústria Aeronáutica Brasileira e ao desenvolvimento da pesquisa aeroespacial. O Diretor-Geral do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Carlos Augusto Amaral Oliveira, falou sobre a importância da visita. “Espero que tenhamos conseguido passar a percepção da importância que tem o CLA e o programa espacial para o país, como um grande indutor de desenvolvimento”.

O Procurador Regional da União da 1ª Região, Raphael Ramos Monteiro de Souza, destacou o avanço atual do PESE e os benefícios para a sociedade. Ele ainda ressaltou a necessidade de investimentos na área espacial para o desenvolvimento do país. “Se o Brasil pretende estar na lista das nações mais desenvolvidas, entre as mais destacadas, certamente precisará apoiar melhor o seu programa espacial”, disse.

O membro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Silvio Roberto Oliveira de Amorim Junior, também ressaltou a importância do Centro de Lançamento. “Esse trabalho é essencial para seguir em direção ao espaço”, afirmou.

Diretor do CLA apresenta o Centro de Controle do CLA.

Ampliação do CLA – De acordo com o Diretor do CLA, Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, o Centro está em plena condições operacionais e em constante processo de manutenção e modernização. Entretanto, no momento, opera apenas o lançamento de foguetes suborbitais, com baixa cadência anual e sem geração de receitas. “Ainda não colocamos satélites em órbita da Terra por indisponibilidade de veículos lançadores de satélites”, explica.

O ministro do Superior Tribunal de Justiça, Raul Araújo Filho, participou da comitiva e afirmou ter ficado impressionado com o trabalho desenvolvido no CLA. “Entendi a importância dos projetos que são promovidos aqui e que são para o progresso do Brasil. As tecnologias envolvidas são vitais, de modo que, pretendemos contribuir com isto. Realmente é o futuro que queremos”, destacou.

Comitiva de diversos órgãos governamentais durante visita ao CLA.

O Senador Airton Sandoval disse ter conhecido, durante a visita, projetos importantes para a população como um todo, além das dificuldades para o desenvolvimento aeroespacial. "Dentro de nossas condições, pretendemos ajudar a buscar soluções para estas dificuldades, pois esta é uma área que certamente só tem a trazer benefícios para o país”.

Já o Deputado Federal José Reinaldo Carneiro Tavares apresentou a relevância da viagem. “Poucas pessoas tinham conhecimento da importância do Centro de Lançamento e tudo que ele pode representar para o Brasil”.

A missão do CLA é executar as atividades de lançamento e rastreio de engenhos aeroespaciais, além de coleta e processamento de dados das cargas úteis. Pela localização próxima à Linha do Equador e característica demográfica, Alcântara possibilita uma economia no lançamento de foguetes, o que desperta interesse de diversas empresas.

Vista aérea do CLA, em Alcântara.
Desembarque da Comitiva em Alcântara.
Autoridades governamentais conhecem Maquete do CLA.


Fonte: Site da Força Aérea Brasileira (FAB) - http://www.fab.mil.br

Comentário: Esta leitor foi mais uma das tentativas dentre tantas realizadas desde que o centro foi fundado (para mim infrutífera, uma total perda de tempo) daqueles que ainda são sérios dentro do DCTA/COMAER de tentar sensibilizar e mostrar a esses vermes a questão do abandono do setor espacial brasileiro e dos benefícios que esse setor pode trazer para o desenvolvimento do país. Esses vermes infelizmente foram apenas passear em Alcântara as custas do erário publico.

3 comentários:

  1. Que perda de tempo, só tem analfabetos cientifico e funcionais ai. So vão pra tirar foto mesmo, porque não contribuem com porcaria nenhuma com o PEB.

    ResponderExcluir
  2. Enquanto isso,leio que a Costa Rica lançou um satélite de produção própria.Mesmo que tenha sido apenas montado lá ainda assim é um feito para aquela pequeno país. https://mundo.sputniknews.com/espacio/201805111078627762-san-jose-espacio-satelite/

    ResponderExcluir